Plantão 24h (41) 3039-0000

Plantão 24h

(41) 3039 6644

Seu cão late demais?

Latir é um comportamento normal e importante meio de comunicação dos cães. Mas quando é em excesso, os latidos podem incomodar bastante os tutores e seus vizinhos. A boa notícia, segundo a dra. Daniele Graziani, nossa veterinária especializada em comportamento, é que existem maneiras de ensinar seu pet e o primeiro passo é entender porque ele está latindo tanto.
O motivo mais comum, segundo nossa especialista, é o tédio. O cão usa os latidos como uma forma de descarregar a sua frustração e gastar a energia acumulada. “A solução é simples: passeios diários e brinquedos interativos para mantê-lo ocupado quando estiver sozinho em casa”, explica.
Dra. Daniele Graziani diz que a ansiedade de separação também é muito comum. “Alguns cães podem latir excessivamente quando percebem que seus tutores estão saindo sem eles, ou quando estão chegando em casa”, comenta. O cão com ansiedade de separação sofre, e, no longo prazo, isto pode ser até prejudicial à sua saúde. “Por ser um problema mais complexo, geralmente é preciso o auxílio de um especialista em comportamento canino e/ou adestrador para corrigi-lo”, completa.
Ainda há os casos de cães que latem porque percebem uma ameaça ao seu território ou à sua família. Essa “ameaça” pode ser uma pessoa passando na rua, então um jeito de minimizar o problema é limitar o campo de visão do animal. Alguns cães podem ser muito inseguros e por isso acreditam que tudo é uma ameaça. Nesses casos é válido através de consultas comportamentais trabalhar a auto confiança destes.
Uma outra situação que costuma acontecer é ser um comportamento aprendido, ou seja, quando inadvertidamente os latidos são reforçados pelos tutores.
Nossa especialista lembra que é importante recompensar o silêncio e o bom comportamento, principalmente numa situação em que o cão normalmente latiria. “Também não se deve punir um cão que está com medo ou ansiedade por separação, nem usar mordaças que podem ferir o animal.