Plantão 24h (41) 3039-0000

Plantão 24h

(41) 3039 6644

As doenças ortopédicas mais comuns em cães


Seu cão pode ser grande, pequeno, estabanado ou mais quietinho, o que todos têm em comum é que todos estão sujeitos a sofrer com doenças ortopédicas.
Nosso especialista em ortopedia, dr. Daniel Sano, explica que alguns desses problemas podem ser fruto de traumas, quedas, deslizes em chão escorregadio, outros podem ser um fator genético que já nascem com o animal ou são agravadas com o chegar da idade.
Segundo ele, as doenças ortopédicas mais comuns entre os cães são:
– Displasia coxo-femural: má formação da articulação coxo-femural, pode ser hereditária e tende a afetar os cães de maior porte e que têm um crescimento muito rápido.
– Artrose: se desenvolve devido degeneração da cartilagem que protege as articulações, causando limitação de movimento e dores. Toda articulação instável leva a inflamação e a dor, que pode gerar essa doença degenerativa.
– Degeneração crônica dos discos da coluna vertebral: tendem a aparecer em cães entre 3 a 7 anos de idade e pode ser causada pelo desgaste natural da estrutura vertebral, ou pode estar relacionada a traumas.
– Luxação de patela: causa uma espécie de “travamento” das patas, levando o cachorro a puxar a pata para andar ao invés de apoiá-la no chão. Pode ocorrer por predisposição ou malformações devido a traumas.
– Ruptura de ligamento cruzado cranial: também conhecida como a “doença do jogador de futebol”, afeta o joelho do cão. Esta doença compromete a articulação, produzindo instabilidade que pode se transformar em artrose.
Essas ocorrências são bastante frequentes no mundo canino, e contam com tratamentos variados, podendo ou não necessitar de intervenção cirúrgica. E o dr. Daniel reforça a importância de buscar ajuda de um veterinário: “Se o animal apresentar quadro de dor, o ideal é procurar atendimento especializado o mais rápido possível”.